Relativo à solidão ou à vã glória de ser humano, obrigado a existir no corredor-bancada que nos obriga a sair por uma ponta, depende da certeza indómita da escolha para onde seguir. Para o friso que arranca julgamento ou para a luz na incerteza do olhar. Miro de cima. (at Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto – Institucional)
https://www.instagram.com/p/Bunz2ulFkfh/?utm_source=ig_tumblr_share&igshid=1doq7gd1jzsi6

— the monstruktor

Writing

Quote

March 5, 2019


FOR ANY QUESTIONS