Nunca vou preferir a imposição da vontade vigorosamente defendida, pela sublime dinâmica de viver na ação contínua que resulta da nossa vida comum.

the MONSTRUKTOR

— the monstruktor