Há no alento desconhecido de quebrar a forma, um conteúdo mordaz de auto crítica que extravasa a imagem refletida no espelho. É nesse momento de fúria exaltada que a perda surge na razão do pensamento menor. Se ao menos o tino fosse o de ver de fora nada disso se perdia.

Espero que a gente se veja mais.

the MONSTRUKTOR

— the monstruktor