Sei porque choro e um dia o luar, cheio, também por mim, se há-de envolver num pranto, numa multidão, sem fim, que noutros se verá reflectido, só porque um dia ousou reflectir, em mim.

the MONSTRUKTOR

— the monstruktor

Geral

December 4, 2014


FOR ANY QUESTIONS